Aromaterapia: conheça os benefícios de 6 tipos de óleos essenciais

Aromaterapia: conheça os benefícios de 6 tipos de óleos essenciais

 
Pesquisas mostram que cheirar as coisas certas pode beneficiar sua saúde - mas só se você fizer direitinho. Entenda já e comece a praticar a aromaterapia.
Dúzias de estudos concluem que os óleos essenciais podem proteger sua saúde a longo prazo, assim como suavizar sintomas de males comuns. Eles ajudam a aliviar dores, melhorar o humor e diminuir náuseas. Aromas diferentes estimulam respostas distintas no cérebro, o que, por consequência, direciona seu sistema nervoso a relaxar ou botar mãos à obra. Um estudo preliminar feito na Universidade de São Paulo com 36 estudantes da área da saúde, dos quais metade recebeu tratamento com sete sessões de inalação de óleos essenciais, concluiu que o grupo que passou pela aromaterapia teve redução nos níveis de stress. Essas substâncias, inclusive, aparecem em pesquisas de laboratório como uma alternativa para acabar com a gripe, a bactéria E. coli e até mesmo as células cancerígenas. "Trabalhos mostram que, quando inalados, os óleos ativam o hipotálamo, que controla os hormônios, a energia e a motivação", diz Illup Louis Gravengaard, diretor de alquimia na I AM Enlightened Creations, companhia americana de aromaterapia e estilo de vida.
Preparar, apontar, inalar!

Os óleos essenciais podem ser usados de diversas formas, como na composição de cosméticos, em massagens e em banhos terapêuticos. Em casa, dá para pingar algumas gotas enquanto faz um escalda-pés de 15 minutinhos. Ou aposte no difusor, como os de vela e os eletrônicos. Não tem difusor? Pode pingar o óleo em um recipiente com água fervente. Nos dois casos, use uma ou duas gotas de óleo por vez. Posicione-se a alguns passos de distância, inspire profundamente dez vezes e, depois, respire normalmente. Se respeitar o limite saudável de tempo (que deve ser de 15 a 60 minutos, no máximo) e abrir a janela quando terminar, você pode praticar a aromaterapia todos os dias. Confira a seguir seis óleos essenciais e seus benefícios.

• Óleo essencial de lavanda
Bom para: relaxar e aliviar a TPM. O aroma é um gatilho para uma reação de "descansar e digerir", promovendo o relaxamento. Ele também ameniza sintomas da TPM, como confusão mental e depressão.
Bônus: diminui a ansiedade, a insônia e as dores da enxaqueca.

• Óleo essencial de laranja
Bom para: diminuir a ansiedade. Um trabalho revelou que pessoas que davam uma cheiradinha nesse óleo antes de um teste tenso foram capazes de ficar calmas sob pressão, sem picos de ansiedade, possivelmente porque o aroma ajuda a barrar hormônios de stress.
Bônus: deixa o humor lá em cima.

• Óleo essencial de sálvia
Bom para: diminuir a pressão arterial. Em um estudo feito em julho de 2013, mulheres que cheiraram esclareia (um tipo de sálvia) tiveram reduzidos a pressão arterial e o quociente respiratório e também foram capazes de relaxar durante um exame médico estressante.
Bônus: dá um gás à memória e à atenção.

• Óleo essencial de alecrim
Bom para: elevar o poder do cérebro. Sentir esse óleo melhora a precisão em tarefas mentais exigentes, diz estudo. Outra pesquisa revelou que o aroma deixa as pessoas com a sensação de frescor e com a mente estimulada.
Bônus: aumenta a energia e diminui a fadiga.

• Óleo essencial de hortelã
Bom para: aliviar o stress. Inalar óleo de menta pode diminuir os níveis de cortisol, um hormônio ligado ao stress.
Bônus: reduz a fadiga e o desejo por chocolate.

• Óleo essencial de canela
Bom para: melhorar o foco. Ele pode alimentar a área do cérebro que governa a atenção. Uma pesquisa descobriu que motoristas ficaram mais alertas depois de inalar aromas de óleo de canela.
Bônus: aumenta a concentração e reduz a frustração.

Fonte: Womens Health
Tem novidade aqui na Revista Profissao Beleza, agora nossa parceira Márcia Martins trará um conteúdo novo e diversificado para você, profissional da área!
Hoje, estreamos o Tutorial de Micro com Márcia Martins, falando sobre a importância de TREINAR!
Assista!

Imprimir