Alinhamento: dermografo/operador/pele. É importante para você sentir-se confortável na hora do procedimento?

Alinhamento: dermografo/operador/pele. É importante para você sentir-se confortável na hora do procedimento?

Pigmentar a pele é uma arte, e toda arte envolve um sentimento de plenitude por parte do artista /operador, e na micropigmentação sentir- se pleno, em paz, e seguro envolve estar em dia com  as questões sobre conhecimento teórico, prática deliberada e intuição. Digo intuição como forma de representar a sensibilidade apurada que o micropigmentador deve dispensar na hora do procedimento, de preferência que esse processo se inicie no momento da anamnese, elaborando uma série de perguntas que ajudam muito nessa avaliação e contribuindo para o reconhecimento do tipo de pele e trabalho proposto.

A avaliação da pele deve ser analisada  visualmente e ao tato, isso ajuda na conclusão dos critérios a serem tomados em relação ao procedimento e também sobre as condições da pele, assim como: textura, grau de oleosidade, grau de sensibilidade, óstios dilatados, asperezas, capilaridade, manchas, pintas e outros.

Os aspectos da análise quanto ao tipo de rosto e desenho proposto, fazem parte de um estudo que envolve conhecimento à luz do Visagismo: O todo é maior do que a simples soma das suas partes.(Aristóteles).

As regras de visagismo não são uma ciência exata e a intuição, logicamente consciente e preparada, irá beneficiar o estudo prévio na hora do atendimento ao cliente.

 Um olhar mais atento para qual sentimento o projeto passa, qual estilo foi usado e quais critérios foram tomados na hora de  pontuar as medidas e a localização do desenho ou de quaisquer outras propostas de trabalho, isso é a base do desenvolvimento da arte e técnica de micropigmentar.

A interpretação da ideia previamente formulada faz com que tudo seja pensado e analisado antecipadamente nos mínimos detalhes, inclusive  a simetria que deve ser observada em ambos os lados do rosto.

É bom lembrar, que se trata de um trabalho único, onde os clientes são pessoas com características distintas uma da outras e isso deve ser levado em conta no momento de decidir pelas exceções das regras, porque existem muitas particularidades genéticas e até adquiridas, que irão necessitar de algo um pouco fora do convencional, então adequar de forma eficiente (cor, desenho e condições da pele), todos os aspectos devem ser vistos com uma amplitude de possibilidades.

Esse é um  processo onde a ordem faz toda a diferença, é bom olhar para uma regra de atuação com a dinâmica  do (PSA)Pensar, sentir e agir, utilizando essa ordem do pensar com a razão, depois levar para o coração(Sentir) ,e finalmente deixar se manifestar o agir, um agir consciente e cheio de resultados bem sucedidos, esse é sem dúvida o caminho para o aperfeiçoamento progressivo.

É preciso mergulhar fundo no trabalho e no descanso, estudar sobre os conceitos e focar bastante no desenvolvimento artístico, o micropigmentador necessita de tempo para criar, e deve estabelecer limites para que possa operar sempre com responsabilidade.

Quanto ao desenvolvimento artístico, existem alguns fatores que são primordiais para se desenvolver um bom trabalho. Tocar a pele com a agulha em movimento é sem dúvida um trabalho de mão de obra  qualificada, manter o  alinhamento do dermógrafo em relação a pele do cliente é um fator que exige treino e domínio , porque o dermógrafo vencido (fora da sombra do traço) acaba gerando escarificações na pele, e o aumento do trauma atrapalha muito no sucesso do procedimento. 

As angulações variam de acordo com cada manobra ou técnica utilizada. O correto é alinhar o ângulo da máquina na sombra no traço, assim a lesão é menor porque a agulha empurra a pele ao invés de rasgar, o implante da tinta também é maior quando a máquina está apontada para a sombra do traço, não importando a inclinação e sim o alinhamento.

No movimento pendular, por exemplo, o alinhamento da máquina transita junto com as manobras rasantes, o operador desenvolve destreza para dominar todas as variações de ângulos.

Com isso, treino e foco são ingredientes que não podem faltar nessa trajetória.

Image

Imprimir