Desenhos perfeitos para sobrancelhas imperfeitas

Desenhos perfeitos para sobrancelhas imperfeitas

por: Marcia Martins

A sobrancelha é o único elemento do rosto que pode mudar de posição.

Sempre que observo os profissionais eu acabo me identificando com essa busca pelo design perfeito, e que seja lindo e realce a beleza, que fique natural enfim, essas e outras questões influenciam a mente do profissional o tempo todo.

O estudo dirigido para esse tema : Desenhos para micropigmentação, é bastante extenso e algumas vezes cheio de segredos que na verdade não são segredos mas sim, regras bem aplicadas com categoria e criatividade. O bom design é aquele que além da beleza da imagem tenha também um significado para aquele rosto, seja para embelezar, realçar ou até mesmo corrigir.

 

Realizar um design perfeito requer tanto técnica como também conhecimento a luz do Visagismo e também um alto grau de intuição sobre adequação de um desenho único e que combine com a cliente, que encaixe perfeitamente ao rosto e personalidade dessa cliente.

As inclinações são um capítulo à parte na construção de um desenho perfeito, muitos profissionais realizam lindos trabalhos que com certeza podem ser aperfeiçoados, o entendimento das inclinações corretas favorecem a aparência do cliente no sentido de trazer jovialidade ao rosto, já que a inclinação da cauda com paralelismo exato da base do desenho, acaba influenciando, através de uma ilusão de ótica, a fisionomia e a expressão do olhar.

Com isso, torna-se importante observar a questão da inclinação da cauda no desenho em relação a cada tipo de rosto, realizada de forma correta, as variações da inclinação das sobrancelhas pode valorizar muito a expressão do cliente.

É muito interessante esse poder que as sobrancelhas tem de levantar o olhar, para tanto, existem padrões de medidas que devem ser respeitados, isso previne um erro de deslocamento para a região da testa por exemplo, o que seria muito danoso, o ideal é realizar o desenho sobre a região do Arco Superciliar, com a base desse desenho partindo da região piramidal e estendendo a cauda até antes do final da orelha, com certeza esse é um ponto muitíssimo importante, porque é fato que caudas caídas deixam o olhar caído, sem contar que a expressão muda de forma desfavorável, enquanto que a cauda um pouco mais alta levanta qualquer olhar, é um verdadeiro lifting facial!

Outro fator, é o: Posicionamento do par de sobrancelhas no rosto, a falta de enquadramento no complexo Fronte-Arco Supraciliar- Orbicular dos Olhos, pode acarretar em uma mudança muito radical na fisionomia, o encaixe do desenho deve ser minucioso, a ideia é manter as características originais do rosto com ajustes de cauda , falhas, espessura, e outros. Uma atenção especial a esse tema( Posicionamento), porque mesmo o desenho estando correto e muito bem feito se este desenho estiver fora da posição poderá existir até mesmo um contexto desfavorável em relação à reflectância e absorbância da luz, ou seja, a luz refletida sobre o desenho mal posicionado gera uma ilusao de ótica de uma cor alterada e sem opacidade.

O posicionamento da sobrancelha deve vestir o rosto da cliente, e passar a ideia de continuidade com os outros elementos do rosto

As Leis de Gestalt explicam muito bem essa dinâmica da psicologia da forma como as imagens interferem na comunicação e entendimento no nosso cérebro.

A lei da continuidade, tem uma forte conexão com a questão do bom posicionamento do par de sobrancelhas no rosto.

 

 

Fonte:https://www.psicanaliseclinica.com/leis-da-gestalt/#Lei_da_continuidade

Lei da continuidade

A lei da continuidade designa nosso apreço por formas sem qualquer tipo de interrupção na sua composição. Isso permite uma maior fluidez interpretativa, já que nossa mente poderá prever situações envolvendo esse elemento. Ademais, também é utilizada para:

 

Gerar confiança

 

O formato mais fluido dos objetos acaba por gerar confiança por serem mais facilmente interpretados. A estrutura torna mais acessível compreender o que pode acontecer e como trabalhar qualquer situação envolvida nisso. Por exemplo, pense numa bola e em como ela pode rolar de forma linear e sem qualquer intervenção brusca.

 

Conforto

 

Formatos com irregularidades ou rompimentos tendem a causar incômodo em quem os vê. Com as leis da Gestalt, refinamos a nossa percepção para trabalhar esses pontos adequadamente. A título de exemplo, pense em formatos quadrados que possuem rompimentos e ângulos pontiagudos que são vistos com mais severidade e risco.


Com a cauda na inclinação correta e o posicionamento adequado, o profissional tem a chave e não a fechadura!E para fechar com chave de ouro, na hora de desenhar é bom lembrar que as proporções entre a parte ascendente e descendente da sobrancelhas, devem respeitar a margem de 60% de parte ascendente e 40% de parte descendente, o encontro das linhas deve ser suave, a sobrancelha deve correr continuamente ao olhar do espectador, sem ângulos pontiagudos e com performance de linhas curvas.

 

Conclusão: Desenhar o modelo ideal de sobrancelhas é um passo muito importante na hora do procedimento, deve demandar tempo e intuição profissional.

 

Conversar com a cliente a respeito do que ela espera , ajudar a concluir o raciocínio sobre que medidas utilizar.

 

Penso todas as técnicas de medidas são bem vindas e que a experiência do profissional conta muito na hora de aplicar as regras.

 

Me parece, que em alguns momentos essa regras necessitam ser quebradas, algumas exceções devem ser abertas diante de uma anamnese que aponte a necessidade de uma adequação diferente daquela convencional. Essa é a parte onde entra a sabedoria e não apenas o conhecimento da arte de desenhar sobrancelhas!

Image
Image

Imprimir