Nova técnica ou aprimoramento de estilo?

Nova técnica ou aprimoramento de estilo?

O que compõe, de fato, um artista micropigmentador?

Por: Marcia Martins

Nos últimos artigos, tenho buscado algo mais abrangente, no que diz respeito ao movimento sistêmico da profissão micropigmentação. Em meio há mais de 30 anos trabalhando na arte de micropigmentar, acredito que o que torna um profissional valioso é a capacidade que ele tem sobre o entendimento das técnicas, e não apenas uma simples aceitação de como é elaborado cada traço, cada design. Me parece que quando o profissional apenas aceita o que é proposto em aula ele pode se cansar desse movimento que vem de um lado só, de uma imposição de técnicas. Somente concordar e aceitar com “novas técnicas” torna o profissional limitado, impedindo de se obter uma autorrealização e desenvolvimento do seu próprio trabalho, o objetivo do novo vale somente quando existe o entendimento desse novo processo, no caso da micropigmentação: novos cursos e novas técnicas, necessitam de entendimento e de “Para Que” ao invés de “Por Que”, qual o objetivo a ser alcançado? A nova técnica? ou o aprimoramento de um Estilo Próprio.

A autoralidade vem de um processo de reunir vários conceitos, o que é diferente do autodidatismo que se encerra em si mesmo, ser autoral torna o profissional inteiro, único e autentico. A Autenticidade em um trabalho só é conquistada se o profissional tiver mente aberta para não deixar de fora nenhuma parte sua, e cabe ao mestre ou professor da Micro salientar a autoralidade em seus alunos.

 Infelizmente o que vemos muitas das vezes, são profissionais patrocinados por marcas e artistas protagonistas que imprimem seus selos em cima de trabalhos de bons profissionais que buscam reconhecimento, enquanto que na verdade quem precisa de validação é cartão de estacionamento, seguramente, nenhum artista precisa ser validado por uma marca ou mestre, cada um tem seu valor e a exponencialidade desse mérito só depende do profissional em si, e nunca sob a validação das marcas.

A arte da micropigmentação necessita de liberdade para acontecer de forma esplendorosa, é realmente espetacular quando nos deparamos com trabalhos excepcionalmente artísticos e de estilo próprio, cada cliente é único e somos seres individuais, isso requer entendimento de vários aspectos que permeiam a arte da micro. Com isso, é de extrema importância “entender” o processo além de “aceitar” o processo.

Essa dinâmica de equilíbrio de trocas, onde o mestre coloca para o aluno o conceito da sua técnica e o aluno toma para si as partes que integram, que complementam o seu ideal de trabalho, são saudáveis para o desenvolvimento para o sucesso, ambos: professor e aluno, estarão em movimento para a vida, para o novo. Para que a lei da compreensão possa ser generosa com quem dá e com quem recebe.

Os professores vieram primeiro na posição de hierarquia, e devem ser respeitados e honrados porque vieram primeiro e conhecem mais do sistema da micro. O aluno segue adiante levando o entendimento da técnica, sem deixar de fora nenhuma parte sua, assim professor-aluno caminham para a prosperidade na arte de micropigmentar.
Image

Imprimir